Ergonômicos e inteligentes na perspectiva da criança

Após 17 anos desenvolvendo projetos em um escritório próprio, o casal embarcou em um nicho de mercado ainda não explorado no Brasil com a produção de peças lúdicas e contemporâneas que unem técnicas da marcenaria tradicional de encaixe com a precisão da fabricação digital

Noos

Quando nasceu o primeiro filho do casal de arquitetos Karina Schrappe Sucre e Eduardo Sucre, eles perceberam a falta de móveis e brinquedos nacionais pensados a partir da perspectiva das crianças, ergonômicos, de qualidade e que, ao mesmo tempo, também contassem com um design contemporâneo. Assim, em 2016, eles fundaram a Noos, empresa que desenvolve produtos criativos, lúdicos e conscientes para pequeninos e grandinhos.

“Nos chocavam aqueles brinquedos e móveis de plástico que destoavam do nosso estilo de vida, da nossa consciência ambiental, dos nossos princípios e que, afinal, não respeitavam o desenvolvimento, autonomia e consciência que queríamos passar para os nossos filhos. Foi aí que entendemos que havia um nicho de mercado a ser explorado, por isso resolvemos empreender e transformar esse cenário oferecendo novas possibilidades para os pais”, comenta Karina Schrappe Sucre, designer e sócia-fundadora da Noos.

Após pesquisarem referências e materiais nacionais com foco nas necessidades do público infantil, os empreendedores desenvolveram seu primeiro produto: um Conjunto de Atividades com mesa, cadeira e banquinho, produzido com técnicas de fabricação digital e encaixes precisos, no qual a criança pode se sentar sozinha com conforto e segurança a partir de 6 ou 9 meses para desenvolver suas habilidades desenhando, brincando e interagindo no ambiente familiar. Daí para o desenvolvimento de outros produtos foi um processo natural, e hoje a linha da Noos já conta com mais de 15 itens, entre móveis, acessórios e decoração, como mesa, cadeira de alimentação, moisés, estante e balanço.

“Buscamos inspiração diretamente na natureza, tentando equilibrar a leveza do design com o aspecto lúdico do mundo infantil”, diz Eduardo Sucre, designer e sócio-fundador da Noos.

Todos os produtos da empresa são criados pelo casal, sempre com foco em aliar técnicas da marcenaria tradicional com a precisão e rapidez da produção digital. Eduardo fabrica todos os protótipos artesanalmente com técnicas de marcenaria tradicional até chegarem ao produto final, quando são definidos os processos precisos de fabricação digital, para então contarem com parceiros que fabricam as peças em escala industrial. Os móveis são produzidos em multilaminado de madeira exclusivo, como cola E1 (padrão Europeu), de alta qualidade. A ergonomia também está presente em todos os produtos, desde as alturas corretas e proporcionais ao corpo das crianças até a utilização de técnicas tradicionais de madeira laminada curvada para acomodar a curva natural das costas das crianças nas cadeirinhas e cadeirões. A Noos ainda tem uma preocupação com a sustentabilidade e em oferecer produtos com matéria-prima renovável, biodegradável e atóxica, que não prejudicam o planeta.

Sempre pensando no conforto das crianças, o design dos móveis e brinquedos da Noos são influenciados pelo método educacional montessoriano, pensados a partir da perspectiva do mundo infantil, respeitando sua anatomia e incentivando a autonomia, coordenação motora e controle do próprio corpo de maneira divertida e segura, dentro do ambiente familiar da casa contemporânea. Todos os produtos com certificação compulsória passam por testes de segurança e têm o Selo de Conformidade do Inmetro. A maioria dos itens ainda se adapta ou cresce junto com a criança. O Moisés, por exemplo, se transforma em um mini sofá de balanço para o cantinho da leitura quando o bebê cresce, enquanto o Cadeirão Click vira uma cadeira alta que pode ser usada de 6 meses a até aproximadamente os 8 anos de idade.

Além dessas qualidades, os empreendedores também optaram por criar peças inteligentes, realmente fáceis de montar e que não ocupam volume no armazenamento e transporte, diminuindo muito o custo final e conseguindo, assim, oferecer produtos de alta qualidade. Os móveis são entregues desmontados dentro de caixas extremamente finas, e oferecem uma montagem instintiva e extremamente rápida, que é possível devido à alta precisão de corte das peças produzidas com técnicas de fabricação digital.

O casal de arquitetos – Karina e Eduardo se conheceram durante o curso de Arquitetura e Artes Plásticas na RISD (Rhode Island School of Design), em Providence (EUA), onde se formaram, no ano de 2000, e já começaram a trabalhar em projetos juntos.

Eduardo também é designer, escultor, artesão, e desenvolveu todas essas habilidades desde muito pequeno, quando ainda estudante trabalhava como maquetista e desenhista no escritório do seu tio, o arquiteto Tomás José Sanábria, influência importantíssima em sua vida. Tomás foi aluno de Walter Gropius, Martin Wagner, Ieoh Ming Pei, Hugh Stubbins e Marcel Breuer em Harvard na década de 40 e passou os ensinamentos da Bauhaus para Eduardo, que sempre explorou as diferentes disciplinas artísticas e tem um vasto conhecimento de materiais e de suas propriedades. Em 1995, ele também estudou Artes Plásticas no Museum of Fine Arts em Boston, e trabalhou no Kennedy & Violich Architecture, escritório premiado internacionalmente.

Já Karina tem uma sensibilidade visual e estética muito delicada, e uma capacidade de entender o que é realmente significativo e necessário para determinado produto, eliminando o supérfluo e mantendo linhas puras. Em 1998, foi selecionada para o RISD-European Honors Program, um programa de residência oferecido a um seleto grupo de estudantes da Universidade, onde os alunos ficam imersos em um curso interdisciplinar, independente e experimental em Roma, na Itália. Lá teve contato com inúmeros artistas e professores internacionais, pôde explorar milhares de anos de arte e arquitetura, desenvolver ainda mais sua sensibilidade estética e ter a liberdade de absorver, explorar e criar seu primeiro projeto independente.

“Nosso processo criativo passa das mãos de um para as mãos do outro em um jogo de transformações, interações e aprendizagem contínuo”, explica Karina sobre o processo de criação dos móveis da Noos.

Antes de empreender no universo infantil, o casal também esteve à frente do Studio Sucre durante 17 anos. Recém-formados da Universidade, eles abriram o escritório, onde projetaram obras de vários portes, desde lojas, fábricas, escritórios, até residências de alto padrão de 1.000 m2 e projetos em todo o país. Karina e Eduardo foram os responsáveis pelo design das primeiras lojas Nike no Brasil, nacionalizaram a produção de todo o mobiliário que até então era importado da Argentina, adaptaram e criaram conceitos locais para o público brasileiro e ainda desenvolveram mobiliário para inúmeros Nike Shops e Nike Outlets no país todo.

Prêmio – Um ano após o lançamento da marca, em novembro de 2017 a Noos foi premiada pelo Cadeirão Click no Prêmio Museu da Casa Brasileira, com Menção Honrosa. De acordo com publicação do livro “Exposição 31o. Prêmio Design Museu da Casa Brasileira”, o cadeirão é versátil por excelência: “A simplicidade dos encaixes mantém a estrutura estável, os pés afastados e o conjunto impressiona pela robustez. Uma mesinha frontal para brincadeiras e refeições pode ser acoplada facilmente, o que reforça o uso cotidiano pelas crianças e a praticidade para os adultos na montagem do cadeirão. A escolha da madeira com acabamento natural, e a laca no assento e encosto, conferem um visual limpo e elegante, composto em proporções muito harmoniosas. Grande design para gente pequena”.

Serviço:
Noos
(11) 3045-0173
https://www.noos.com.br


<<<Voltar